PORQUE É QUE UMA PME PRECISA DE UM LABORATÓRIO GAMELABSNET?

Como líderes do projecto @Gamelabsnet, cabe-nos a nós, uma vez que está quase a chegar ao fim, fazer um balanço dos resultados alcançados durante estes 15 meses de operações a partir dos seus 6 centros de demonstração (Bilbao, Madrid, Albi, Bidart, Pau e Leiria), dedicados a trazer aos sectores utilizadores soluções baseadas em tecnologias imersivas e gamificadas, mostrando-lhes as suas várias utilizações e as vantagens da sua aplicação nos seus negócios.

Estas tecnologias transversais demonstraram ser mais eficazes do que quaisquer outras pessoas de apoio nos seus processos de aprendizagem ou de tomada de decisões, através da utilização de ambientes interactivos simulados. A sua natureza experimental e utilização intuitiva tornam-nas “tecnologias fáceis de utilizar” e bem aceites pelos utilizadores.

Durante estes meses mais de 1.700 pessoas e um total de 670 empresas visitaram e acederam a alguns dos serviços oferecidos pelos laboratórios: conselhos, dias de demonstração, formação, pilotos,…

Para além dos indicadores atingidos pelo projecto, um sucesso para os parceiros num ambiente adverso, a reflexão que fizemos com base na experiência acumulada e o desafio mais complexo que enfrentamos é como levar estes serviços às empresas mais pequenas, encorajando-as a avançar para a nova economia digital e apoiando-as neste processo. Sensibilizar e convencer através da experimentação tem sido a estratégia utilizada pelos centros e uma implantação de serviços gratuitos a que as pequenas empresas mal conseguiram ter acesso.

A maioria dos utilizadores dos centros têm sido médias e grandes empresas, que comparecem a convite dos parceiros ou dos seus referentes sectoriais, o que constitui um grande apoio para a nossa rede, e são também acompanhados por fornecedores de soluções.

A divulgação tem funcionado para nós, quando a mensagem lhes chegou através dos seus canais habituais. Embora as pequenas empresas estejam fora destes canais, geralmente não pertencem a colectivos sectoriais, não têm recursos especificamente dedicados à inovação, nem radares para detectar iniciativas como @Gamelabsnet, estão fora da nossa capacidade de chegar até elas.

Não é difícil concluir que a tecnologia continua a ser residual para muitas empresas, ainda distantes da economia digital, devido à falta de sensibilização e ainda mais, à falta de formação, da mesma forma que formamos os nossos jovens em línguas, temos de os formar no conhecimento das tecnologias, por favor não a confundir com a utilização de dispositivos a que os jovens estão muito habituados. Só assim, os futuros empresários, equipas de gestão e profissionais empresariais introduzirão as tecnologias nas suas decisões estratégicas e tarefas diárias e estarão mais bem preparados para competir no mercado de trabalho.

A partir de @gamelabsnet, contribuímos e continuaremos a contribuir com o nosso grão de areia para apoiar as empresas na descoberta de “aplicações de utilização” que oferecem vantagens e soluções para as suas necessidades, continuaremos a apoiar os criadores a continuarem a inovar e a aumentar o catálogo de soluções @Gamelabsnet.

Porque acreditamos que os centros são um veículo eficaz para este impulso no avanço dos processos de aplicação das tecnologias digitais nas empresas, os parceiros CONFIRMAM A CONTINUIDADE DA REDE para além do projecto que permitiu o seu nascimento, continuaremos juntos a promover os centros, partilhando boas práticas, mantendo a interoperabilidade dos Laboratórios, promovendo a I+D+i e estendendo-a a novos parceiros e novas tecnologias facilitadoras

Os nossos agradecimentos ao programa Sudoe e a todos os colaboradores que nos apoiaram no nosso propósito.